Terça-feira, 4 de Outubro de 2005

Mapa

tric.jpg

Arrasto-me  pela rua  principal desta cidade e e não sei onde estou. Não
consigo   fazer o  mapa  das  minhas  memórias   sem  bloquear  o  que
realmente preciso de cartografar: as armadilhas dos caçadores furtivos
do tempo dos outros e um ou outro relevo mais acidentado.
Recordo  vagamente  lugares onde  me  perco  e  instintivamente, como
uma  toupeira  a  esburacar a terra,  procuro  sofregamente  repetir esse
processo de perdição.


publicado por migueL às 02:13
link do post | comentar | favorito
3 comentários:
De helena a 22 de Outubro de 2005 às 16:58
Ao ler os verbos deste poema pensei poder adivinhar a tua profissão. Está descansado. Não é coveiro Miguel :-o)))). Olha, o "fofinho" está aqui a olhar para mim enqto escrevo :). Adoro o teu template... Bjos, mtos ********************


De AmigaTeatro a 8 de Outubro de 2005 às 13:59
E que bela imagem!!!

:)


De sirena a 6 de Outubro de 2005 às 16:30
I´ve been there...rain of kisses


Comentar post

.posts recentes

. Straight to the point

. Janela

. Born room

. 6348 Km por hora

. Colina

. Adiamento de passagem de ...

. Formação Profissional

. Comentário

. Bagagem

. Prioridades