Quinta-feira, 21 de Setembro de 2006

3*10+3

trintatres.jpg 

Apetece-me prolongar a agonia destas trinta e 3 palavras até ao limite do
possível, sem que nenhuma delas morra, mas que nenhuma, em momento
algum, diga alguma coisa que valha a pena ouvir.


publicado por migueL às 20:57
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De (In)constante a 26 de Dezembro de 2006 às 14:01
É incrível... Há já bastante tempo, passei por aqui e li esta frase. Fiquei deslumbrada, confesso. Comentei-a despois com um amigo, que simplesmente me disse "?". Intrigante. Como pode algo que tanto me diz, não dizer nada a outra pessoa? Outra pessoa do meu mundo? Outra pessoa dos meus dias? Queria acrescentar algo, mas não me é possível. A frase está suberba, transmite sem tirar nem pôr a agonia de tempos (espero) passados. *


De (In)constante a 26 de Dezembro de 2006 às 14:00
É incrível... Há já bastante tempo, passei por aqui e li esta frase. Fiquei deslumbrada, confesso. Comentei-a despois com um amigo, que simplesmente me disse "?". Intrigante. Como pode algo que tanto me diz, não dizer nada a outra pessoa? Outra pessoa do meu mundo? Outra pessoa dos meus dias? Queria acrescentar algo, mas não me é possível. A frase está suberba, transmite sem tirar nem pôr a agonia de tempos (espero) passados. *


Comentar post

.posts recentes

. Straight to the point

. Janela

. Born room

. 6348 Km por hora

. Colina

. Adiamento de passagem de ...

. Formação Profissional

. Comentário

. Bagagem

. Prioridades